quarta-feira, 12 de junho de 2013

Presidente da Record RS descarta demissões em massa



A onda de demissões ocorrida no Grupo Record em São Paulo e no Rio de Janeiro não deve chegar ao Estado. Foi o que garantiu o presidente da Rede Record RS, Fabio Tucilho, em conversa com o presidente do Sindicato dos Radialistas do Rio Grande do Sul, Elto Luiz Basei, que acompanhou as atividades do grupo de comunicação durante toda esta terça-feira, 11, em trabalho para a campanha de sindicalização da categoria. Ao perceber o que considerou “um clima de insegurança” entre os funcionários da empresa, o dirigente questionou o executivo sobre o assunto, que afirmou que todos os ajustes necessários já foram feitos. Segundo nota distribuída pelo sindicato, Tucilho teria acrescentado que dispensas podem ocorrer em casos de substituição. Coletiva.net tentou várias vezes contato com a direção da Record RS, sem obter retorno.

Conforme informações do UOL, entre maio e o início deste mês, cerca de 300 pessoas foram demitidas apenas na RecNov, base da sua teledramaturgia da Record, no Rio de Janeiro. Nos últimos dias, informações de que a Record News seria transferida para uma produtora independente também circularam no mercado.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário